Institucional

Santa Casa recebe certificação internacional por excelência no tratamento de AVC

Publicado 03 de July de 2024
Santa Casa recebe certificação internacional por excelência no tratamento de AVC

A Santa Casa de Porto Alegre alcançou um marco importante com a conquista da certificação de Centro Avançado de AVC pela World Stroke Organization (WSO), oficializada na última semana de junho. A distinção reconhece o compromisso da instituição em elevar os padrões de tratamento para pacientes que sofrem de Acidente Vascular Cerebral (AVC), uma das principais causas de morbimortalidade no Brasil e no mundo.

Para alcançar a certificação, foi necessário um trabalho intenso ao longo de dois anos, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, residentes, enfermeiros, assistentes sociais, fonoaudiólogos, farmacêuticos, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas. "Os processos foram mapeados e redesenhados, focando na melhoria contínua da linha de cuidado. Indicadores foram desenvolvidos e equipes foram treinadas, resultando na implementação de novas rotinas que envolvem desde a chegada do paciente à emergência até os cuidados intensivos e de reabilitação”, explica a diretora técnica da Santa Casa, Gisele Nader Bastos.

Implementadas a partir de julho de 2022, as mudanças resultaram na melhora de importantes indicadores de qualidade como:

- Aumento da sobrevida em 11,3%
- Redução de 57,7% do tempo porta imagem (TC)
- Redução de 6,7% do tempo porta agulha (AVC isquêmico)
- Melhora de 50% da capacidade funcional na alta hospitalar

Com a certificação, a Santa Casa reforça seu compromisso com a excelência na área, destacando-se como referência nacional e internacional. O reconhecimento, concedido pelo comitê executivo da WSO junto à Sociedade Ibero-Americana de Doenças Cerebrovasculares (SIECV), atesta a qualidade da instituição no que se refere à estrutura, assistência e tratamento do AVC.

"Essa é uma conquista importante para todos nós. Implementamos práticas prioritárias de atendimento centradas no paciente, aliadas à participação ativa de diversos profissionais da instituição. Engajados pelo mesmo objetivo, alcançamos números positivos que impactam diretamente em desfechos que importam para o paciente, como o aumento da sobrevida e da capacidade funcional no longo prazo", destaca o neurologista e coordenador da Linha de Cuidado do AVC, Diógenes Zãn.

Texto: Vinicios Sparremberger/Santa Casa de Porto Alegre
Imagem: Divulgação Santa Casa de Porto Alegre


202 visualizações