Doação de sangue

 

Como fica a doação de sangue com o COVID-19 (Coronavírus)?

O Ministério da Saúde divulgou a Nota Técnica nº 5 atualizando os critérios técnicos para triagem clínica. Confira:

  • Candidatos à doação de sangue que tenham se deslocado ou que sejam procedentes de regiões com casos autóctones confirmados, nacionais ou internacionais, de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV deverão ser considerados inaptos por 30 dias após o retorno destas áreas. Para este critério, considerar as informações disponibilizadas pelo Ministério da Saúde em www.saude.gov.br/listacorona;
  • Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 30 dias após o último contato com essas pessoas;
  • Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 90 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação);
  • Candidatos à doação de sangue que apresentaram resfriado comum ou infecções de vias aéreas superiores causadas eventualmente por coronavírus, sem história de viagem para áreas endêmicas ou contato com pessoas provenientes destas áreas não devem ser considerados de risco para a infecção destes novos vírus;
  • Não existe evidência até o presente, de transmissão transfusional dos coronavírus, estas orientações são medidas de precaução.

 

Doação de Sangue

O sangue é um composto de células responsável por levar oxigênio a cada parte do nosso corpo, defender nosso organismo contra infecções e participar na coagulação. Ele é vital e, quando uma pessoa precisa de uma transfusão de sangue, ela precisa de um doador. A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador porque a recuperação é imediatamente após a doação.


Horário para doação de sangue

De segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h
Sábado, das 7h30 às 12h

Limite de atendimentos:
Segunda a sexta: 150 pessoas
Sábados: 40 pessoas
Se o limite de atendimentos chegar, o horário de encerramento poderá ser antecipado.


Importante:

- Pessoas que fizeram vacinas nos últimos 30 dias devem entrar em contato pelo telefone 3214-8025 para mais informações sobre doação de sangue.
- Por motivo de segurança, não é permitida a doação de sangue de pessoas que estejam acompanhadas somente de menores de 12 anos.

 
Condições básicas para doar sangue:

• Apresentar documento com foto, válido em todo território nacional
• Ter entre 16 e 69 anos de idade (de 16 a 18 anos de idade, devem estar acompanhados por responsáveis legítimos)
• Ter peso acima de 50 kg


Confira aqui a Portaria do Ministério da Saúde sobre a doação de sangue.

 

- Doadores com deficiência  auditiva necessitam sempre estar acompanhado por um interprete de libras.

 

Quem não pode doar?

• Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
• Mulheres grávidas ou amamentando
• Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
• Usuários de drogas
• Quem teve relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual
• Quem fez tatuagem há menos de um ano

 

Recomendações para o dia da doação

• Estar alimentado, com intervalo mínimo de 3 horas entre a refeição e a doação
• Dormir no mínimo 6 horas na noite anterior à doação
• Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação
• Evitar fumar por pelo menos duas horas antes da doação
• Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes à doação
• Pessoas que exercem profissões que exijam pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, subir em andaimes e praticar pára-quedismo ou mergulho devem interromper as atividades por 12 horas.


O que acontece depois da doação?

O doador recebe um lanche, instruções referentes ao seu bem estar e poderá, posteriormente, conhecer os resultados dos exames que serão feitos em seu sangue. Estes testes detectarão doenças como AIDS, Sífilis, Doença de Chagas, HTLV I/II, Hepatites B e C, além de outro exame para saber o tipo sanguíneo. Se for necessário confirmar algum destes testes, o doador será convocado para coletar uma nova amostra.

 

O que acontece com o sangue doado?

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (como hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para os pacientes da Santa Casa.

 

ATENÇÃO!

Se você tiver algum sintoma de ZIKA Vírus até 15 dias após a doação de sangue, comunique imediatamente o Banco de Sangue.

Principais sintomas
Febre baixa, dor nas articulações (mais frequentemente nas mãos e pés) com edema, dor de cabeça, dor ocular, lesões na pele de aparecimento repentino (com ou sem coceira) e conjuntivite sem secreção


Outros sintomas
Diarréia, dor abdominal, ulceração mucosa oral e fotofobia.

 

 
Contato: 3214.8025
Localização: Av. Independência, 75
Horário: De segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h e Sábado, das 7h30 às 12h