ACESSO RÁPIDO
Institucional

Ex-ministro do STJ Ruy Rosado de Aguiar Jr é homenageado

Publicado 27 de abril de 2022
Ex-ministro do STJ Ruy Rosado de Aguiar Jr é homenageado

O ex-ministro Ruy Rosado de Aguiar Júnior, falecido em 2019, foi homenageado na última terça-feira (26/4) durante cerimônia de descerramento da placa que passa a nomear com seu nome uma das ruas do bairro Mario Quintana, em Porto Alegre. O ato simbólico foi realizado no Teatro Lourenço Darcy Castellan, no Centro Histórico-Cultural da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, onde o jurista atuou como vice-provedor.

Natural de Iraí, no Norte do Estado, Ruy Rosado deixou um importante legado para a sociedade gaúcha e para a área jurídica, se destacando ao alcançar o posto de ministro do Superior Tribunal de Justiça em 1994, onde permaneceu até 2003. Como ressaltou o provedor da Santa Casa, Alfredo Guilherme Englert, a homenagem ao ex-ministro é também uma forma de perpetuar e fazer lembrar uma pessoa que, já no final de sua vida, teve a grandeza de dedicar sua energia a uma grande causa, assumindo como vice-provedor e emprestando seu discernimento e sabedoria à instituição. “Essa homenagem me toca de maneira muito especial. Além de um homem público de valor inestimável, com um importante legado na área jurídica, Ruy era um amigo pessoal, uma pessoa afável e de convívio extremamente agradável”, disse.

Além da direção da Santa Casa, o ato também contou com a presença da vereadora Mônica Leal (PP), autora do Projeto de Lei, os familiares do ex-ministro e autoridades como: a presidente do Tribunal de Justiça (TJRS), Iris Helena Medeiros Nogueira; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), Arminio José Abreu Lima da Rosa e o procurador Geral de Justiça, Marcelo Lemos Dorneles.

Trajetória do ex-ministro

Ruy Rosado se formou em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 1961. Foi Promotor e Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, Juiz do Tribunal de Alçada do Rio Grande do Sul e Desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, tendo desempenhado a função de Corregedor-Geral da Justiça.

Em 1994, assumiu o cargo de Ministro do Superior Tribunal de Justiça, do qual se aposentou em 2003. Foi ainda 2º Vice-Provedor da Santa Casa de Misericórdia e docente da Escola Superior da Magistratura do Rio Grande do Sul (AJURIS), além de membro do Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul (IARGS).

Texto: Vinicios Sparremberger/Santa Casa


171 visualizações