Hospital Santa Clara

Dia Nacional do Teste do Pezinho: saiba a importância deste exame

Publicado 06 de junho de 2019
Dia Nacional do Teste do Pezinho: saiba a importância deste exame

O Teste do pezinho é um dos exames mais importantes para identificar quaisquer anormalidades e prevenir uma série de doenças no recém-nascido. Desde 1992, este teste é obrigatório em todo o território nacional, devendo ser realizado entre o terceiro e quinto dia útil do recém-nascido. 


O Teste do Pezinho é feito a partir de sangue coletado do calcanhar do bebê e permite identificar doenças graves, como: o hipotireoidismo congênito (a glândula tireoide do recém-nascido não é capaz de produzir quantidades adequadas de hormônios), a fenilcetonúria (doença do metabolismo) e as hemoglobinopatias (doenças que afetam o sangue – traço falcêmico e doença falciforme).
 
 
Quem deve fazer o teste?
Todas as crianças recém-nascidas devem realizar o Teste do Pezinho após as primeiras 48 horas do nascimento e até o 5º dia de vida. Deve-se esperar esses dias porque algumas doenças podem não ser detectadas nas primeiras horas de vida do bebê.
 
Como é feito
Para o Teste do Pezinho, é coletada uma amostra de sangue a partir do calcanhar do bebê com a retirada de algumas gotinhas de sangue para análise. O exame é feito no calcanhar porque é a uma região rica em vasos sanguíneos e menos dolorosa, facilitando a coleta.
 
Contraindicações
Não há contraindicação para a realização do Teste do Pezinho.
 
Onde se pode fazer o teste do pezinho?
Diversas maternidades já fazem o teste rotineiramente, antes da alta hospitalar, após o parto. Procure saber se isto é feito na maternidade onde nasceu o seu filho. Caso o teste ainda não tenha sido feito, você poderá procurar Postos de Saúde do seu município.
 
Quanto custa fazer o teste?
Nada. As Unidades de Saúde não podem cobrar nenhum serviço, pois eles já são financiados pelo Sistema Único de Saúde – SUS.
 
E se você não quiser que seu filho faça o teste?
Hoje em dia, o teste é obrigatório por lei em todo o território nacional. Alguns municípios, inclusive, não permitem que a criança seja registrada em cartório se não tiver feito o Teste do Pezinho anteriormente.


421 visualizações