Estrutura da Unidade de Pesquisa

Administração

As atividades da Unidade de Pesquisa visam a organização e a gestão da pesquisa clínica realizada na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. Traz benefícios para os pesquisadores e suas equipes de pesquisa, para a comunidade acadêmica e para os sujeitos de pesquisa.

Tem como objetivos, consolidar um modelo Institucional de pesquisa clínica; incentivar e facilitar o ensino dos fundamentos básicos envolvidos em pesquisa clínica; desenvolver e validar estratégias de gestão em pesquisa clínica e estabelecer estratégias de pesquisa para a proposição de projetos que atendam aos editais dos órgãos governamentais.

A Unidade de Pesquisa (UP) apóia, organiza e monitora as atividades que envolvem pesquisas no âmbito da Santa Casa. O público-alvo é composto de pesquisadores, equipes de pesquisa e parceiros atuantes em pesquisa clínica. A finalidade é atuar como facilitador das pesquisas clínicas realizadas na Instituição e estabelecer diretrizes e políticas relativas à realização destas.

Os estudos realizados nos centros de pesquisas são avaliados através da revisão de evidências jurídicas, administrativas, técnicas e financeiras. São promovidos cursos, seminários, palestras e outros eventos sobre pesquisa clínica e áreas afins para pesquisadores e equipes envolvidas com pesquisa com a finalidade de informar e capacitar este público.

Projetos

Os projetos de pesquisa são registrados na Unidade de Pesquisa e classificados conforme definição da nomenclatura Institucional. É disponibilizada a lista dos documentos que deverão ser inseridos na Plataforma Brasil. O pesquisador é orientado no que se refere à documentação necessária encaminhar ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), tem suas dúvidas esclarecidas e há auxílio na inserção do seu projeto na Plataforma Brasil.

 

Administrativo-Financeiro

As pesquisas realizadas na Santa Casa passam por um processo Institucional que compreende a análise de viabilidade administrativo-financeira. Esta análise busca identificar os custos decorrentes da atividade de pesquisa na Instituição. Também atua como facilitadora nas negociações com os prestadores de serviço da Instituição. Acompanha o planejamento e negociação dos processos que envolvem a pesquisa com o apoio das demais unidades administrativas da Santa Casa. Administra a contabilidade dos estudos através do lançamento e acompanhamento financeiro mensal que realiza.

 

Relação com Centros de Pesquisa

Os 20 centros de pesquisa nas 15 especialidades recebem apoio e respaldo da Unidade de Pesquisa nos trâmites internos da Instituição.

 

Relação com os pesquisadores

A Unidade de Pesquisa interage com os investigadores e equipes de pesquisa a fim de formalizar o processo de Pesquisa na Instituição;

Também intermedia as relações entre o Patrocinador e Investigador, bem como apóia investigadores que solicitam auxílio e esclarecimento na área de pesquisa e promove a interação entre o conhecimento científico e as práticas organizacionais conduzindo ações de pesquisa e de assessoramento.

Os pesquisadores da Santa Casa são altamente qualificados, nas diferentes especialidades, que desenvolvem ações em suas áreas, de acordo com as especificidades de cada protocolo de pesquisa.

A Boa Prática clínica é um padrão de qualidade científica e ética internacional para o desenho, condução, registro e relato de estudos que envolvem a participação de seres humanos. A Santa Casa em conjunto com seus pesquisadores busca a aderência a este padrão para assegurar a garantia pública de que os direitos, a segurança e o bem estar dos pacientes participantes dos estudos clínicos estejam protegidos, consistentes com os princípios que tem sua origem na Declaração de Helsinki, bem como a credibilidade dos dados do estudo clínico.